sábado, 28 de abril de 2007

Dia -4 : O sorriso inocente de uma vitoriosa...

O dia começou monótono e com a mesma rotina dos anterior: veio o enfermeira, me desconectou para que tomasse banho...
Hoje não consegui tomar café... as naúseas permanecem ainda mais forte... Estava um pouco triste e nauseado, quando acerca das 12:00, um visita mudou meu dia...
Ela entrou devargazinho no quarto, com passos curtos e soltou um singelo "oi..." abafado por sua mascara de proteção... ela tirou a máscara e sorriu para mim irradiando com sua alegria o meu dia...
O nome dela é Vitória, tem 1 e 6 meses... desde os 3 meses vida está aqui conseguindo a esperança de perpetuar a vida que mal começou... e faz isso com muita garra: até semana passada estava sedada cuidando de uma simples virose que lhe quase foi fatal... problemas que teremos que ter cuidado para nao enfrentar para sempre...
Hoje ela está alí... Contente e com os passos que suas perninhas curtinhas podem dar... mas que são dados com tudo que pode... Passos vitoriosos que fazem jus a seu nome...
Eu não sei pq as pessoas perdem a inocência das crianças... as fazem mais tristes... deveriamos viver eternamente no mundo encantado infantil... acho que assim enfrentariamos, sem perder, o sorriso todas as adversidades que enfrentamos no dia-a-dia...
O dia hoje foi monótono... as nauseas me acompanharam o dia todo e não me permitiram comer nada... só tomei um Gatorade que até então estava me descendo muito bem... no começo da noite foi inevitável: passei muito mal... vomitei a única coisa que coloquei pra dentro: o Gatorade...!!!
Quando os remédios acabaram e o soro começou a correr as neuseas melhoraram... mas o meu dia estava salvo... o sorriso de Vitória só me perceber que tudo aquilo ia passar... mas tinha que ser um degrau por vez... nada como um dia após o outro...
Abraços aos meus poucos leitores que me acompanham nesse caminho...

11 comentários:

Mônica disse...

Marquinho,

Vim te desejar 'boa noite'!!!
Sua visita me emocionou. Me tocou profundamente e realmente sinto...sei...que é um gostoso reencontro!!
/:o)
Olha só, se vc deixar...
Vou ficar hj aqui ao seu lado, ...esperando os bons sonhos, os melhores sonhos fecharem teus olhos!!
Com imenso carinho nas pontas dos meus dedos...passo de levinho onde vc tomou a injeção...sei que é gostoso! E falo baixinho pro seu coração ouvir bem alto...que isto tudo vai passar logo!!
Vai passar!!!
E logo!!!!!!!
/:o)

Pablo disse...

Isso que vc falou sobre as crianças me fez lembrar a Bíblia:
"(Disse Jesus): Deixai vir a mim as criancinhas, e não as impeçais; porque das tais é o reino de Deus." (Marcos 10:14).

Mônica disse...

Enquanto vc não dorme....
Comento que a Vitória deve ser ...vibrante!!
Eu tenho uma aqui em casa e sei!!!
rssssss
Garanto que ela é conhecida por todos!! rsssss
Dizem que tem a ver com o nome, será???
Verdade é que, o 'ser criança', deveria temperar todas as outras fases das nossas vidas!!
Se me perguntassem o que eu faria se acordasse um dia em uma terra de língua desconhecida...provavelmente eu pensaria em algo como o medo, o pânico...rsssssss
Engraçado como é fácil a gente esquecer que isso já nos aconteceu!!!
E que em menos de um ano, podíamos não falar corretamente todas as palavras mas, ...entendíamos tudo!!
E...ao invés de medo, penso que sentíamos um sabor incomparável de intensa aventura!!
Não acha???
/:o)

Mônica disse...

Marquinho,

Não sei se este teu diário é seu trabalho de faculdade ou o primeiro dos teus livros....só sei que é através dele que 'te vejo' todos os dias.
Você escreve super bem!!!!
Você lê muito??? Que tipo de leitura vc mais gosta???
/:o)
Na comemoração do barzinho, só vou em pensamento.
Mas...
Na noite de autógrafos deste livro eu vou estar lá na fila!!!
Vou sim!!!!
Por isso, já vai pensando nas dedicatórias!!
Não é chato qdo os autores colocam a mesma dedicatória pra todo mundo????
rsssssssss
Eu sei....haja criatividade!!!
Estou querendo demais?????
rsssssssssssss
Tá bommmm!!! Fico com a tradicional mesmo!!!
Mas....vou querer tirar foto!!!
/:o)

claudia disse...

Olá! Achei seu blog pela comunidade do hospital do cancer...gostaria d parabenizá-lo pela sua luta e desejar muita força (eu sei q vc já tem bastante mas nunca é demais tbm...) pra continuar esta batalha!!
Bjs!!!

Mônica disse...

Marquinho,

Vim te ver de novo.
De manhã...vc ainda estava dormindo!
/;o)
Hj..
Estive muuito pertinho de vc ...o dia todo!!!
Gostaria de saber como foi seu dia.
E...
Também te dizer que continuo aqui, ao seu lado de mãos dadas!!
Vc não estará sozinho amanhã!!

Desejo que qdo o sol encher o dia de cores, vc possa olhar para tudo, ..como se fosse a primeira vez!!
/:o)
Beijinhos

Vania Dias disse...

Olá grande vencedor,

tudo bom?
menino, admiro a sua garra! essa sobriedade com poesia e lucidez, sem sentimentos de auto piedade me deixam encantada. são pessoas com essa suavidade e tato que me fazem acreditar mais na vida. que bom te encontrar e saber um pouco de sua história!! já estou me antecipando e desejando tudo de melhor!!!
te vi em um comentário no blog do Samarone e gostaria de me tornar sua amiga. que tal? sou de Salvador, conhece? tenho um blog ainda pouco atualizado (www.vaniadiass.blogspot.com) dá uma olhada, me diz o que achou dos poemas e dos contos.
Bem, vamos se falando. meu e-mail é vdiass@yahoo.com.br
beijos, beijos,
vania

Vania Dias disse...

e já apresentando o que eu escrevo. te mando, maria, e que poderia perfeitamente, ser vitória também!!! fiz este poema pensando em algo singelo, como criança mesmo! um diálogo meu e comigo mesma, com o que pode haver de mais puro e sonhador!!!

no blog, você desconsidera o primeiro texto, foi para um trabalho de faculdade.

abaixo, aresento-me!!!!

beijos,
vania (www.vaniadiass.blogspot.com)


maria


sou resultado da minha ousadia,
daquilo que acreditei que seria
quando pequena eu dizia:

- um dia eu quero voar!!!

ouvia de longe as pessoas que riam
ouvia de perto as que me aplaudiam
e respeitava meus sonhos, meus rascunhos, meus rabiscos
com a maestria de "gente grande" que entendia:
- como posso voar se não tenho asas?
não era isso que os adultos diziam?

e assim começou a fantasia
inventava ser cantora, dançarina, professora
varredora, bruxa, princesa, rainha
mãe, filha, pai, barata
com a imaginação eu ia compondo o que queria

bicho sem cabeça,
mulher das sete pernas,
homem sem bunda
não vendo graça no igual
eu era a mestre do original:

- eu quero voar!
a mim repetia

ouvia de longe as pessoas que riam
ouvia de perto as que me aplaudiam
e respeitava meus sonhos, meus rascunhos, meus rabiscos
Com a maestria de "gente grande" que entendia:
- como posso voar se não tenho asas?
não era isso que os adultos diziam?

as palavras, ao contrário escrevia
o alfabeto eu redescobria
e ia compondo os personagens da minha furunculoscopia
furunculoscopia? humm?
prontamente respondia
àquela toda "gente grande" que não compreendia
furunculoscopia é furunculospocia!
depois ria
por que ninguém entendia...
e com a graça toda minha
eu novamente me dizia:

- eu quero é voar!

ouvia de longe as pessoas que riam
ouvia de perto as que me aplaudiam
e respeitava meus sonhos, meus rascunhos, meus rabiscos
com a maestria de "gente grande" que entendia:
- como posso voar se não tenho asas?
não era isso que os adultos diziam?
foi aí que dei vários saltos e provei a mim e ao mundo que muitas vezes se pode voar com os pés no chão.

Vania Dias

Mônica disse...

Marquinho,

Sei que estes são grandes dias!!!
De mãos dadas com vc!!
[:)]
Beijinhos

Guida disse...

Visito sempre seu diário, o qual considero de grande importância. Uma lição de vida diária, que todos deveriam acompanhar.
Há 11 anos tenho um site(www.guida.com.br) sobre medula óssea e, se você autorizar, gostaria de colocar um link para o seu diário.
Quando vc puder, por favor me responda para o email guida@guida.com.br
Obrigada por nos ensinar, a cada dia, a LUTAR MAIS E MAIS PELA VIDA!!
Um forte abraço!!

cybelle disse...

Ei..como estamos hoje hein?Menos um dia né?Amanha tudo vai melhorar...pode acreditar...Tb convivi com varias criancinhas quando tava nessa faze,na verdade,nao no periodo mesmo..um pouco antes...e inha dia que tava entediada,as vezes com medo ...e quando olhava pro lado...varias carinha rindo,sem ter nem tamanho...dai eu olhava pra mim e pensava...tas reclamando d que..aprende com elas....nossa e tirei muita lição dai...ou melhor das atitudes delas...Certa vez tava tomando sangue e tinha uma coisa fofa do meu lado e começou conversar comigo...Dai no meio da conversa ela perguntou quantos amigos eu tinha aqui em sampa...dai falei que nenhum...Ai entao ela olhou pra minha cara com cara de braba e falou- Como nenhum?E eu sou o que?Nossa....mas eu ria tanto...e falei é vc tem razao...muito lindo...Ai da vontade de voltar a ser criança...quando nada disso existia...mas faz parte...e Continua assim, ta...Cheiros